Notícias

14/01/2015

Ateliê Elionei Gomes foi um dos vencedores do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras

Ateliê Elioenai Gomes através da ong Maracá Cidadania(proponente) compõe a lista de vencedores do III Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras com o projeto Kolofé – Um Caminho de Expansão Afro Cultural. Foi o único projeto de artes visuais do nordeste contemplado no Prêmio Afro 2014. Foram contemplados projetos de vários estados brasileiros nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais e Teatro. O Prêmio Afro foi criado para visibilizar iniciativas culturais que representam a diversidade étnica e cultural do Brasil.  A 3ª Edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras recebeu a inscrição de 405 projetos, na edição de 2014.

A comissão de seleção foi com- posta por integrantes de notório saber, oriundos de várias regiões do10906500_760460937364485_6743752522866560504_n Brasil. A reunião da equipe avaliadora foi realizada no Rio de Janeiro, nos dias 18 e 19 de dezembro de 2014. Os trabalhos foram coordenados por Ruth Pinheiro, presidente do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves – CADON, com o acompanhamento do representante da Fundação Cultural Palmares, Sr. José Newton Guimarães – Chefe de Divisão -  e Luis Carlos do Nascimento – Gestor de Projetos Culturais da Petrobras.

Segundo a comissão de Teatro, a qualidade dos projetos inscritos no segmento foi além das expectativas, pois contemplou a diversidade das expressões culturais afro-brasileiras, equalizada com os propósitos do edital.

Já a comissão de Música sugeriu que, nas próximas edições, os proponentes observem com mais atenção o disposto no Edital, para a devida adequação dos projetos nas áreas e linhas de ação, além de procurar desenvolver uma apresentação mais objetiva e de forma clara e sucinta.

A comissão de dança destacou positivamente a plataforma virtual implantada para a análise dos projetos inclusive como instrumento de democratização, além da organização e apoio do CADON dispensados durante todas as etapas envolvidas no processo do Prêmio.

A comissão de artes visuais sugeriu possibilitar a inscrição direta do artista com seu trabalho, para ampliar propostas com foco maior na trajetória pessoal, para que seja possível perceber mais detalhadamente a linha do pensamento artístico brasileiro.